Logo2

natal5.png
Os anteriores Presidentes da Instituição
 
 

 

 
 
 
 
 
 
1876-1921
1921-1941
1941-1946
1946-1964
1964-2005
Clementina Pinto Leite
João Pinto leite
Maria daPiedade Corrêa de Sá 
José Pinto Leite
Fernando Pinto Leite
1ªCondessa de Penha Longa  
3ºVisconde dos Olivaes  
3ªViscondessa dos Olivaes  
4ºVisconde dos Olivaes  
5ºVisconde dos Olivaes  
 
Os primeiros 90 anos
         A Fundação Condessa de Penha Longa, instituição particular de solidariedade social é a sucessora do Asilo da Gandarinha, instituição particular de assistência, fundada ao tempo do Rei D. Luís pelos Viscondes da Gandarinha, depois Condes de Penha Longa, no ano de 1874, tendo contudo, sido inaugurada e iniciadas as actividades a 6 de Setembro de 1876.
Com sede no lugar da Gandarinha, freguesia de Cucujães, concelho de Oliveira de Azeméis, distrito de Aveiro, encontra-se instalada na Quinta da Gandarinha, casa de férias da Sra. D. Clementina Pinto Leite, ao tempo Viscondessa da Gandarinha.
     Durante décadas muitas crianças desfavorecidas frequentaram a Instituição e ali receberam a sua educação completando os seus estudos até ao actual 4º ano de escolaridade, financiadas apenas pelos fundadores e sob a sua orientação.
     Em Fevereiro de 1891, na sequência de contrato assinado para o efeito com a Congregação das Irmãs de S. Vicente de Paulo, foi às mesmas confiada a missão de professoras da instrução primária. Vivendo, ainda, em comunidade numa parte da casa, deve-se em muito, à respectiva Congregação, a quem viria a ser confiada por disposição testamentária a condução do ensino, a preservação dos ideais iniciais.
    Quando em 1901 foi encerrado o Hospital de Cucujães, a Condessa de Penha Longa decidiu alargar a acção da Instituição à área da saúde, criando dentro da Quinta da Gandarinha, um Dispensário onde os mais necessitados da freguesia poderiam recorrer gratuitamente a serviços de assistência médica, medicamentos e tratamentos diários de enfermagem ministrados pelas Irmãs de S. Vicente de Paulo.

Como Ajudar

Prefaciado por Marcelo Rebelo de Sousa

Aviso ao consumidor